Tirando Dúvidas

Meres Affonso

Professora

Jornalista

Diretora do Jornal Tribuna de Vinhedo

Acadêmica da AMLAC (Academia Metropolitana de Letras, Artes e Ciências)

Membro do CEV

meresaffonso@icloud.com

Observe:
Eles me liberaram para “mim” fixar novos preços.


Correto:
Eles me liberaram para “eu” fixar novos preços.


Somente pronome pessoal do caso reto desempenha a função de sujeito.


Verifique:
Perante “eu”, ele não falará nada contra seus amigos.


Correto:
Perante “mim”, ele não falará nada contra seus amigos.


Após preposição, emprega-se pronome pessoal do caso oblíquo, como complemento.


Veja:
Jovens, “se” afastem daí!


Correto:
Jovens, afastem-“se” daí!


Após pausa, com verbo no imperativo, pronome deve vir após o verbo (ênclise).

FIQUE ANTENADO !

 Preencha os campos informativos abaixo e fique por dentro das últimas notícias de Vinhedo, Louveira, Valinhos e região. 

© 2019  l  Criado por VA90