• Jornal Tribuna Online

Combustíveis registram aumento de preços nas bombas

Gasolina superou a casa dos R$ 4 nos principais postos da cidade. Preços vêm crescendo desde que região entrou na Fase Amarela

Foto: Redação Tribuna

O preço do litro da gasolina e do etanol registrou alta em Vinhedo desde o ingresso da Região na Fase Amarela, no dia 7 de agosto. Segundo especialistas ouvidos, o aumento se deve à alta na demanda.

De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio do litro da gasolina - que custava R$ 3,83 em julho - subiu para R$ 3,961 na segunda semana de agosto, e agora dificilmente é encontrado a menos de R$ 4,00 nos postos da cidade.

Já o valor médio do etanol - que custava R$ 2,49 em julho - caiu para R$ 2,27 na segunda semana de agosto e voltou a subir nas últimas semanas. Entre os dias 16 a 22 de agosto, o valor médio nas bomas era de R$ 2,561, sendo o valor mínimo de R$ 2,2999 e máximo de 2,689, sendo encontrado atualmente, na faixa dos 2,80.


Regiões

Estudo realizado pelo Índice de Preços Ticket Log (IPTL), mostra que a Região Sudeste do Brasil manteve um ritmo de alta nos preços dos combustíveis no mês de agosto. O estado Rio de Janeiro, por exemplo, registrou a gasolina mais cara de toda a região, com média de R$ 4,811 e aumento de 2,2% frente ao mês de julho.

São Paulo, por sua vez, computou o valor mais baixo para o combustível, ficando em R$ 4,105. Mesmo assim, quando comparado ao preço médio carioca, os postos paulistas apresentaram um aumento ainda maior: 2,3% em relação a julho. Em Minas Gerais e no Espírito Santo, a alta da gasolina foi de 2,9% e 2,8% no período analisado, respectivamente.

O Rio de Janeiro, também, foi o Estado com o preço do etanol mais caro da região, segundo o estudo. Mesmo registrando a média mais cara - de R$ 3,757 -, o combustível apresentou queda de preço de 0,3% frente ao mês anterior. Quanto ao diesel e diesel S-10, o estado de Minas Gerais liderou com os valores mais altos: R$ 3,542 e R$ 3,614, respectivamente. Na comparação com julho, houve aumento de 3,3% para ambos. Já o Espírito Santo foi quem registrou o Gás Natural Veicular (GNV) mais caro (R$ 3,329) e aumento de 0,3% frente ao mês anterior.


14 visualizações

FIQUE ANTENADO !

 Preencha os campos informativos abaixo e fique por dentro das últimas notícias de Vinhedo, Louveira, Valinhos e região. 

© 2019  l  Criado por VA90