• Jornal Tribuna Online

Comportas de represa são abertas após chover em 3 dias 43% do esperado para o mês de janeiro


Foto: Divulgação.

A Prefeitura de Louveira teve que abrir as quatro comportas da Represa do Córrego Fetá na tarde da última sexta-feira por conta da grande quantidade de chuva registrada na região nos últimos dias. O nível da represa saltou de 1,5 metro de profundidade na última terça-feira (12) para 4,5 metros nesta sexta-feira. A capacidade máxima de armazenamento é de 5 metros de profundidade. Acima disso, o reservatório transborda. Em 72 horas (ou três dias), foram registrados 95 milímetros de chuvas em Louveira, segundo dados da Defesa Civil. O índice equivale a cerca de 43% do total de chuvas esperado para todo o mês de janeiro, que segundo a média histórica na cidade é de 220 milímetros. A decisão de abrir as comportas foi tomada depois de avaliação da Defesa Civil no local, além de análise da previsão de tempo, que indica mais chuvas para a região nos próximos dias. A abertura foi uma forma de assegurar que não haja risco de transbordamento. Um monitoramento na represa tem sido feito de forma cuidadosa e de hora em hora. Além de avaliar o nível da água, os técnicos precisam considerar as chuvas em áreas a montante (que trazem água para o córego Fetá), que têm impacto direto na represa, como o Rio Capivari. Se chover muito nesse lugares, grandes quantidades de água vão continuar a chegar. “Estamos verificando os locais que são mais vulneráveis para alagamentos e enchentes, fazendo medições e visitas a cada hora, e analisando dados de monitoramento regional e da previsão de tempo”, disse Cássio Eduardo Garcia, coordenador da Defesa Civil em Louveira.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo