• Jornal Tribuna Online

Dr. Dario quebra o silêncio e fala da violência digital que vem sofrendo


Dr. Dario quebra o silêncio e fala da violência digital que vem sofrendo VINHEDO
Foto: Reprodução.

Os moradores de Vinhedo têm acompanhado no cenário político da cidade um racha entre o prefeito Dr. Dario Pacheco e o vice-prefeito, Edson PC. Até a noite de quinta-feira, 15 de julho, o prefeito Dr. Dario não tinha se pronunciando sobre a situação que tem gerado diversas montagens fotográficas, críticas nas redes sociais em relação a sua pessoa e sua administração por parte do vice-prefeito Edson PC. Na live de quinta-feira, o prefeito quebrou o silêncio e se pronunciou: “Infelizmente, têm coisas que a gente tem que se manifestar. Não sou de briga, não gosto de falar mal de ninguém, mas algumas coisas estão acontecendo e eu não poderia deixar de falar sobre isso. Por exemplo: perseguição a vereadores. Eu respeito a independência e harmonia entre os poderes. O Executivo não pode interferir nos outros Poderes, e tivemos, aqui, o vice perseguindo vereadores, isso é contra a lei, está com ação na Justiça, teve até Boletim de Ocorrência. Eu não tenho nada com isso, eu respeito os vereadores. Precisamos viver em harmonia e independência entre os poderes. Eu estou sofrendo violência digital. São caricaturas colocando a população contra mim, prejudicando a população, colocando pânico: você faz 750 vacinas bem feitas e uma que dá errado vira notícia, isso é um absurdo. Infelizmente, nosso vice teve toda a oportunidade de trabalhar conosco: foi secretário de esportes e não conseguiu desenvolver um trabalho; pediu espaço para fazer o gabinete do vice, fiz o melhor que pude, dei um conjunto de salas que está lá com o nome dele. Quer falar comigo? Eu passo lá, passei várias vezes e nunca o encontrei no gabinete, sempre fechado, nunca tem ninguém. A gente precisando de espaço e ele nunca está lá. Eu vejo os vices-prefeitos ajudando, colaborando, sentindo os problemas deste momento, que é um momento muito doloroso, é uma pandemia, uma doença nova que está matando muita gente. Numa época que você precisa de apoio, solidariedade e ajuda, você sofre violência digital, perseguição. Eu sou da paz, não quero briga, essas questões não me pertencem. Eu estou, aqui, para trabalhar, para servir. Essas questões serão resolvidas na Justiça, existe Justiça para isso e eu confio na nossa Justiça.

Após o desabafo, no fim da live, Dr. Dario encerrou pedindo desculpas: “Desculpa se me alterei um pouquinho, mas ninguém é de ferro”, declarou.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo