• Jornal Tribuna Online

Louveira reduz para 70% capacidade de ocupação de bares, restaurantes e igrejas


Louveira reduz para 70% capacidade de ocupação de bares, restaurantes e igrejas VINHEDO
Foto: Arquivo Tribuna.

Com o aumento alarmante no número de casos de Covid-19 e de gripe no município desde o início do ano, que tem provocado sobrecarga no sistema de atendimento médico na cidade, a Vigilância em Saúde de Louveira determinou n que sejam tomadas medidas para reduzir a capacidade de público em eventos, bares, restaurantes e templos religiosos no município.

O objetivo da medida é reduzir a transmissão do vírus na cidade no momento em que toda a região vive uma nova onda da covid-19, aparentemente muito mais transmissível, e registra grande quantidade de casos da gripe Influenza H3N2.

De acordo com o Decreto 5.940, publicado no Diário Oficial de Louveira desde quinta-feira, 13 de janeiro, foi reduzida a 70% a capacidade de ocupação de estabelecimentos que permitem o consumo de comidas e bebidas, como bares, restaurantes, eventos públicos e privados, incluindo os realizados em chácaras e bufês.

O decreto também determina a redução imediata para 70% do público total em igrejas e templos religiosos. Além disso, o documento reforça a necessidade do uso de máscaras durante as celebrações, assim como o distanciamento de 1,50 metro entre as pessoas.

O limite de horário de funcionamento para bares, restaurantes, lanchonetes e similares também será reduzido. A partir desta quinta-feira, os estabelecimentos só podem permanecer abertos até 23h todos os dias da semana.

Eventos públicos e privados, incluindo shows e festas realizados em bufês, salões e chácaras de recreio, também deverão ter capacidade máxima de 70% de público.

A medida segue ainda recomendação do Governo do Estado de São Paulo, que também anunciou nesta quarta-feira o limite de 70% na ocupação das torcidas em estádios durante jogos de futebol no Estado. A regra passa a valer a partir do dia 23 de janeiro, com a volta do Campeonato Paulista. Para outros eventos que promovam aglomeração, como shows, o Estado recomendou também a redução para 70% da capacidade total, mas deixou a decisão para as prefeituras.

Segundo recomendação da Secretaria de Saúde, as medidas valem até o dia 31 de janeiro, mas serão reavaliadas pelos órgãos de Saúde dentro de 15 dias.


CENÁRIO EPIDEMIOLÓGICO

Somente nos primeiros 12 dias do ano, 541 novos casos de covid-19 foram confirmados em Louveira. O número representa um aumento de 230% em relação ao total de casos confirmados nos 31 dias do mês de dezembro de 2021.

De acordo com dados da Santa Casa, a média diária de atendimento também apresentou aumento alarmante, indo de 196 pacientes/dia em dezembro de 2021 para 534 pacientes/dia nos 12 primeiros dias de janeiro. O crescimento é de 172,5%.


Somente na última terça-feira (11) foram atendidas 249 pessoas com sintomas de gripe no Centro de Atendimento do CRL, ao lado da Santa Casa. Desse total, 172 pacientes fizeram testes para detectar a covid-19, sendo que 78 casos resultados foram positivos – cerca de 45%. Para os técnicos da Saúde, o índice é alarmante.

O número de pessoas em isolamento domiciliar na cidade também teve um salto significativo. Nesta quarta-feira, são 447 pessoas com resultados positivos para covid que estão em casa isoladas para reduzir a transmissão do vírus. NO começo do ano esse número era inferior a 100 pessoas isoladas por dia.

A Secretaria de Saúde ressalta que é fundamental manter a atenção e reforçar os protocolos de prevenção à covid-19 como a utilização de máscaras, higienização das mãos e o distanciamento social.

1 visualização0 comentário