• Jornal Tribuna Online

Louveira tem 162 casos de covid-19 em crianças de até 11 anos em janeiro


Louveira tem 162 casos de Covid-19 em crianças de até 11 anos em janeiro LOUVEIRA
Foto: Divulgação.

Janeiro chegou ao fim com o recorde de crianças contaminadas com a covid-19 em Louveira. De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, somente nos primeiros 31 dias do ano, 162 moradores com idade entre 0 e 11 anos foram diagnosticados com a doença. O número equivale a 55% do total de casos registrados nesta faixa etária durante todo o ano de 2021, que chegou a 294 confirmações.

O índice ainda é 224% maior que os 50 casos registrados nos meses de junho e novembro de 2021, que eram os que tiveram maior número de registros entre crianças na cidade.

Para o infectologista da Rede Municipal de Saúde de Louveira Arthur Colussi, o aumento dos casos entre crianças ocorre devido a alta taxa de contágio da variante Ômicron. "Por não estarem vacinadas, elas estão mais suscetíveis ao vírus. Como a velocidade de transmissão desta variante é muito maior que as anteriores, estamos vendo um aumento alarmante de casos entre a população não vacinada", ressalta.

O infectologista reforça ainda que a vacinação é a forma mais efetiva de proteger as crianças. "A imunização é fundamental para evitarmos a propagação do vírus e os casos graves entre crianças. Também é necessário, manter a obediência aos protocolos de prevenção à covid-19 como a higienização das mãos, o uso de máscaras e o distanciamento social. A pandemia está em uma de suas piores fases no que diz respeito ao ritmo de contágio", afirma o médico.

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, Louveira vacinou até esta terça-feira (1), 1,2 mil crianças de 5 a 11 anos, o que equivale a 22,2% das 5.748 que residem no município.


VACINAÇÃO INFANTIL

A vacinação contra covid-19 de crianças de 5 a 11 anos está sendo realizada, das 8h30 às 12h, em cinco Unidades Básicas de Saúde: Central, 21 de Março, Monterrey, Santo Antônio (PAS), Vista Alegre. A vacinação na UBS do Burck está temporariamente suspensa.

Os pais ou responsáveis de crianças devem comparecer a um dos locais de vacinação, portando um documento oficial da criança que contenha foto e o número do CPF.

3 visualizações0 comentário