• Jornal Tribuna Online

Prefeitura inicia desassoreamento e prepara a Represa do Córrego Fetá para o período das chuvas


Prefeitura inicia desassoreamento e prepara a Represa do Córrego Fetá para o período das chuvas LOUVEIRA
Foto: Divulgação.

A Prefeitura de Louveira iniciou uma obra de desassoreamento da Represa do Córrego Fetá para retirar 10 mil metros cúbicos de terra e areia que ficaram depositados no fundo do reservatório desde o começo do ano. O material chegou até a represa junto com as águas do córrego. Os trabalhos começaram nesta semana e devem ser concluídos até o final do mês de outubro e fazem parte de uma programação que vai preparar a represa para receber água no período das chuvas. Com isso, a Prefeitura garante mais segurança para o abastecimento de Louveira.

A retirada da terra e da areia vai devolver 50 centímetros de área útil ao reservatório, área que está ocupada hoje pela camada de sedimentos. Com isso, a represa vai poder receber sua capacidade máxima projetada, de 465 milhões de litros, quando estiver cheia.

A região Sudeste do Brasil vive uma das mais graves crises hídricas das últimas décadas. Especialistas falam na maior estiagem em 90 anos. Mesmo diante desse cenário, o abastecimento em Louveira está garantido e tem passado pelo período de seca sem sofrer nenhum tipo de interrupção em 2021.

A Represa do Córrego Fetá, que está com as obras em fase final, chegou a ficar cheia no começo do ano, mas foi esvaziada por determinação dos órgãos reguladores, já que ela não tinha a documentação necessária para a licença de operação.

Os documentos foram regularizados entre março e abril, mas desde então não foram registradas chuvas com intensidade suficiente para recuperar a quantidade de água armazenada. Hoje, a represa tem cerca de 1% da sua capacidade de armazenamento.

Segundo o secretário de água e Esgoto de Louveira, Mateus Arantes, a expectativa é de que as chuvas previstas para o final do ano e o começo de 2022 voltem a encher a represa, garantindo segurança ao abastecimento de toda a cidade. “Estamos preparando a represa para poder armazenar a maior quantidade de água possível quando estivermos no período das águas. Certamente em 2022 vamos ter um cenário bem mais favorável na nossa cidade”, disse.

Mesmo assim, o secretário fez um apelo para que as pessoas continuem economizando água e utilizando o recurso de forma consciente. “Certamente a economia que as pessoas fizeram em suas casas neste ano foi fundamental para que nosso abastecimento fosse mantido de forma plena. Mas é importante que a população adote essas ações de uso consciente em todos os momentos de suas vidas. A água é um recurso que precisa ser tratado com muito respeito e responsabilidade”, disse.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo