• Jornal Tribuna Online

Remédio em Casa começa a atender moradores de todas as idades


Remédio em Casa começa a atender moradores de todas as idades LOUVEIRA
Foto: Divulgação.

A Prefeitura de Louveira está anunciando a ampliação do programa Remédio em Casa. A partir desta segunda-feira, 23, moradores de todas as idades poderão solicitar a entrega de medicamentos de uso contínuo em suas casas. Além disso, as solicitações passam a ser feitas também por WhatsApp.

Inicialmente, o programa, lançado em março, era direcionado a acamados e idosos de 65 anos ou mais. Desde o dia 11 de abril, passou a atender também moradores com idade a partir de 40 anos. Agora, todos os moradores podem solicitar a entrega de medicamentos de uso contínuo.

Além de facilitar o acesso dos louveirenses aos medicamentos, o Remédio em Casa também pretende incentivar a continuidade dos tratamentos médicos, que muitas vezes são interrompidos, agravando os quadros de saúde.


NOVO CANAL DE ATENDIMENTO

A partir de agora, as solicitações de entrega de medicamentos também podem ser feitas via WhatsApp. Para realizar o pedido, basta entrar em contato pelo número (19) 99465-3804 e ter em mãos o Cartão Cidadão ou RG e foto nítida do receituário médico.

Quem preferir, ainda pode fazer a solicitação pelo APP CC-Louveira (disponível para iOS e Android). Na tela inicial, basta clicar em "Solicitações", "Nova Solicitação", "Remédio em Casa" e inserir o número do Cartão Cidadão do beneficiado. Será preciso tirar foto da receita médica para anexá-la ao pedido.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o prazo de entrega é de até um dia útil. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.


REMÉDIO EM CASA

O Programa realiza a entrega à domicílio dos medicamentos de uso contínuo disponíveis nas farmácias municipais, sempre de acordo com a prescrição médica. Caso a receita esteja vencida, o medicamento não poderá ser entregue.

Por questões legais, os remédios de uso controlado (estabelecidos pela portaria nº 344 do Ministério da Saúde), imunossupressores e insulina não poderão ser entregues nas residências. Nestes casos, a retirada deverá ser feita nas farmácias.

Os medicamentos de alto custo, que são fornecidos pelo Estado, também não estarão disponíveis no serviço de entrega.

4 visualizações0 comentário