• Jornal Tribuna Online

Saúde faz alerta para que moradores com tosse há mais de 3 semanas busquem atendimento nas UBSs


Saúde faz alerta para que moradores com tosse há mais de 3 semanas busquem atendimento nas UBSs LOUVEIRA
Foto: Divulgação.

Dia 24 de março é o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. Para colaborar com essa causa, a Prefeitura de Louveira alerta para a importância de buscar atendimento médico.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que ataca principalmente os pulmões. Ela é causada por uma bactéria. O principal sintoma é a tosse contínua por várias semanas.

Para evitar a evolução da doença, a Secretaria de Saúde pede para que os moradores com tosse há mais de 3 semanas busquem atendimento em uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS). As equipes de enfermagem estão em prontidão para realizar os exames necessários.

Caso o diagnóstico de tuberculose seja confirmado, o paciente deve iniciar o tratamento, que é totalmente gratuito, com a maior brevidade possível.

A principal forma de prevenção das formas graves é a vacina BCG, disponível gratuitamente nas UBSs. Ela deve ser aplicada preferencialmente após o nascimento, podendo ser aplicada em adolescentes até 14 anos, 11 meses e 29 dias de idade. Após essa idade, a vacina não é ais recomendada.

Em Louveira, neste ano, nenhum caso da doença foi confirmado até o momento. A cobertura vacinal da BCG em recém-nascidos no ano de 2021 foi de 80%.


TRANSMISSÃO

A transmissão ocorre através do contato com gotículas de saliva expelidas pelo paciente através da tosse, espirros e fala.


SINTOMAS

O principal sintoma da doença é a tosse contínua por várias semanas. Pode começar de forma seca, evoluindo com a presença de secreção e posteriormente sangue ou pus nas semanas seguintes.

Também pode causar: cansaço, febre baixa, falta de apetite e fraqueza. Em casos graves há dificuldade para respirar, colapso do pulmão, e acúmulo de pus e sangue no órgão.


TRATAMENTO

O tratamento contra tuberculose é gratuito e realizado através de um conjunto de antibióticos durante 6 meses. É 100% eficaz, desde que não haja abandono ou irregularidade no uso das medicações. A Secretaria de Saúde reforça a importância de realizar todo o tratamento para que o paciente esteja totalmente curado. O tratamento incompleto pode resultar em uma bactéria mais resistente, dificultando o controle da doença.

21 visualizações0 comentário