• Jornal Tribuna Online

Vinhedo inicia sistema de rodízio de água a partir da próxima segunda, dia 11


Vinhedo inicia sistema de rodízio de água a partir da próxima segunda, dia 11 VINHEDO
Foto: Divulgação.

Diante da pior crise hídrica no Estado de São Paulo nos últimos 91 anos, Vinhedo, assim como outras cerca de 14 cidades do interior, vai a adotar o esquema de racionamento, com início a partir da próxima segunda, dia 11. A nova medida foi anunciada durante a live do prefeito que acontece todas as quintas-feiras. Segundo anunciado o racionamento é inevitável para que o sistema de abastecimento não entre em colapso em função da baixa vazão dos principais mananciais e o atual consumo das reservações.

De forma programada, o rodízio vai acontecer com alternância de 24 horas entre suspensão e fornecimento. Nesta composição, por tempo indeterminado, a distribuição de água à população acontecerá “dia sim, dia não”, consecutivamente, permitindo a preservação das reservações visando o abastecimento futuro.

“Com a alta do consumo e o baixíssimo índice pluviométrico, se não houver uma poupança de água, dentro de pouco mais de um mês a cidade ficará sem recurso para distribuição aos moradores”, explicou o superintendente da Sanebavi, Jaderson Spina.

O abastecimento de Vinhedo é composto por dois principais sistemas, ETA 1 e ETA 2 . O esquema de rodízio vai ser feito para os bairros abastecidos pelo sistema ETA 1, cerca de 70% da população. Para isso, foi feita a divisão em dois setores, identificados pelas cores, amarelo (região da Boiada) e verde (região do Mirante).

As regiões da Capela e Santa Cândida, abastecidas pela ETA 2, não entram nesta primeira fase de implantação do revezamento.


COMO VAI FUNCIONAR

Com início às 10h da segunda-feira, 11, o primeiro setor a ter o fornecimento interrompido será o amarelo (veja relação de bairros abaixo) que ficará sem o abastecimento por 24 horas, retornando nas próximas 24 horas. Já os bairros que integram o setor verde (listados abaixo) ficam sem o fornecimento de água por igual período na terça, retornando com o abastecimento na quarta, e assim sucessivamente. Desta forma, fica sem abastecimento nos dias ímpares o setor amarelo e nos dias pares sem abastecimento para o setor verde.

É importante ressaltar que, com a suspensão da distribuição de água pelo rodízio, pode haver intercorrências ,como por exemplo, insuficiência de pressão e demanda suprimida da região. Vale ressaltar ainda, que a distribuição não é imediata para o cavalete.



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo