• Jornal Tribuna Online

Entrevista com Alessandra Amaral

A mineira, nascida em Belo Horizonte, Alessandra Amaral mudou-se para Louveira no ano de 2013 quando seu marido foi transferido no trabalho para o interior de São Paulo, e neste mesmo ano, a mineira começou a ministrar aulas de yoga na cidade. Atualmente, Alessandra está na presidência da OSC Chá Comigo e Chá Conosco desde o início de 2021 até 2023. O Jornal Tribuna conversou com a presidente para conhecer um pouco mais da atuação da OSC em Louveira.

Entrevista com Alessandra Amaral LOUVEIRA
Foto: Arquivo Pessoal.

Jornal Tribuna (JT): Quando e como surgiu a ideia da Chá Comigo Chá Conosco?

Alessandra Amaral (AA): A Chá Comigo, Chá Conosco já existe, enquanto coletivo, desde 2006. Iniciou-se quando um grupo de amigos resolveu dar oficinas de yoga para crianças, jovens e adultos em festivais culturais e escolas públicas. Em 2013, na cidade de Louveira/SP, esses amigos, com o apoio dos alunos de yoga, fundaram a Associação. Inspirada pelas diretrizes da UNESCO na promoção de uma Cultura da Paz e não violência, adotando os seis pilares do manifesto 2000 para nortear suas ações.

Com o passar do tempo, sentiu-se a necessidade de criar os próprios pilares que sustentam com mais fidelidade o propósito e os conceitos que norteiam a singularidade das ações que facilitam as atividades para fortalecer uma cultura de paz: Possibilitar o desenvolvimento humano; Sustentabilidade na sua forma mais ampla (ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente diverso); Ser uma conexão social e Colaborativa; Possibilitar diálogos com as Diversidades e Pluralidades Culturais.

Entendemos a cultura de paz como um espaço social onde um conjunto de conhecimentos, crenças, costumes e ações são praticados pelas pessoas, revelando a humanidade pacífica no cotidiano. E a medida que é compreendida e partilhada no espaço coletivo, manifesta-se como cultura. A cultura de paz, quando começa dentro de cada indivíduo, fortalece uma consciência compassiva que passa pelo conhecimento e aceitação da própria natureza física, emocional, mental e espiritual, suas vulnerabilidades e potencialidades. Isto não significa alcançar um estado de plenitude estável, significa, sobretudo, lidar com a complexidade humana e, então, construir sentidos e ações intencionados para um convívio harmonioso, considerando e respeitando a diversidade e pluralidade que move a mudança contínua de nossa sociedade planetária de forma sustentável. A ação de cada pessoa é relevante nesta imensa rede de vida pulsante.

Elegemos as mulheres como público prioritário, e por quê? São educadoras sociais natas - Educam para o convívio, sustentabilidade, saúde e o consumo. São capazes de influenciar a cultura familiar e comunitária. As mulheres, também, são maioria nos trabalhos voluntários - o que sinaliza uma pré-disposição para colaboração, são comunicadoras magníficas. Além disso, criam e fortalecem os vínculos familiares e comunitários mais facilmente.


(JT): Qual o objetivo da OSC Chá Comigo Chá Conosco?

(AA): Nossa missão é apoiar o desenvolvimento de competências pessoais e coletivas na construção de uma Cultura de paz. Para isso adotamos a metodologia de construção de Competências denominada CHA - Conhecimento Habilidade e Atitude e como metodologia de condução das atividades a arquitetura dos círculos de construção de paz. Através dessas metodologias é possível aplicar oficinas socioeducativas para a educação da sensibilidade, afetividade, diálogo e o convívio.


(JT): Caso alguém queira participar ou colaborar com a OSC como deve proceder?

(AA): Quem se sentir tocado para contribuir na jornada de cultura de paz conosco pode nos escrever no e-mail chacomigochaconosco@gmail.com ou no insta e face @chacomigochaconosco


(JT): Existe algum projeto que você gostaria que se tornasse realidade na OSC?

(AA): Sim, a nossa sede! Queremos materializar um pouco mais o que fazemos através de um espaço para acolher as pessoas, renovar ideias e ampliar as práticas. Um espaço de encontro de Ser e Estar, no qual podemos nos localizar fisicamente no mapa das proposições para a cultura da paz e não violência.


(JT): Deixe uma mensagem aos leitores louveirenses

(AA): Como mensagem aos leitores, eu me inspiro no Gandhi:

“Seja aqui e agora a mudança que você quer ver no mundo, abra um espaço em si mesmo para sentir, dar sentido e direção à sua vida, encontre amigos para essa jornada, vem com a gente, vai ser lindo!”.

3 visualizações0 comentário