• Jornal Tribuna Online

Entrevista com Marli Alcione Silva Geraldini

Marli Alcione Silva Geraldini é casada, funcionária pública concursada da Prefeitura de Vinhedo desde 1999, tem licenciatura plena em Pedagogia e tecnóloga em Gestão Pública. Na trajetória de mais de 20 anos na Prefeitura de Vinhedo, atuou na Secretaria de Educação por 15 anos e desde 2014, está na Secretaria de Cultura e Turismo, na qual assumiu em 2019 a Diretoria de Cultura e de outubro a dezembro de 2020 esteve como secretária da pasta de Cultura e Turismo. No início de 2020, Marli teve a oportunidade de contribuir com os trabalhos no Departamento de Comunicação por um pequeno período. A convite do Prefeito Dr. Dario retornou para a Secretaria de Cultura e Turismo e assumiu o cargo de Diretora Administrativa, Projetos e Eventos.

Entrevista com Marli Alcione Silva Geraldini VINHEDO
Foto: Arquivo Pessoal.

Jornal Tribuna (JT): Você nasceu em Vinhedo? Caso negativo, de onde você é e como foi sua vinda para o município?

Marli Geraldini (MG): Não. Nasci na cidade de Adamantina (SP) em 15/02/1979 e juntamente com minha família mudamos para Vinhedo em 1990. Meus pais sempre tiveram uma preocupação muito grande com a formação e o futuro das filhas, e viram Vinhedo como uma cidade na qual poderíamos ter oportunidades maiores para formação e emprego. Me considero uma vinhedense de coração, aqui fomos muito bem acolhidos e conseguimos nos estabelecer.


(JT): Quais você julga ser as principais qualidades da cidade a seu ver?

(MG): Vinhedo é uma cidade acolhedora e com índices altíssimos que se destacam em nosso país, entre eles qualidade de vida e empregabilidade. Nossa cidade oferece diversas atividades esportivas e culturais com excelência, com profissionais qualificados e somos referência para diversas cidades da região e do estado de SP.


(JT): Há quanto tempo você atua na área da Cultura em Vinhedo e como está sendo atuar no cargo como diretora Administrativa, Projetos e Eventos?

(MG): Estou na Secretaria de Cultura e Turismo desde outubro de 2014, onde me identifiquei e apaixonei pelo universo chamado CULTURA. Durante esse tempo tive várias oportunidades e desafios, entre elas a responsabilidade em estar à frente da Festa da Uva e do Vinho 2019, do qual recebi o convite para assumir a vice-presidência da Comissão Central Organizadora. Atuar no cargo como Diretora Administrativa, Projetos e Eventos requer muito envolvimento e responsabilidade, pois o trabalho em qualquer área que seja dentro da Administração pública precisa ser elaborado e planejado para colocar em prática políticas públicas que atendam às principais necessidades da população. A demanda da Secretaria de Cultura e Turismo é grande, e diante da atual situação que estamos vivendo tivemos que nos reinventar e juntamente com toda equipe temos traçado um planejamento bem intenso e participativo para os próximos anos.


(JT): Na sua opinião, qual o maior desafio no Município para os próximos anos?

(MG): Passamos e estamos convivendo com a triste situação da pandemia, mesmo nossa cidade sendo bem estruturada, acredito que a saúde será um dos grandes desafios por vários anos.

Uma outra coisa que me preocupa, é a questão hídrica, não só em nossa cidade, mas em toda a região. A falta e o uso abusivo de água é muito sério e a escassez cada vez maior de chuvas, comprometendo as reservas, é um problema que precisa ser pensado com urgência para os próximos anos.


(JT): Quais são seus planos para o futuro?

(MG): Sou uma pessoa extremamente apaixonada pelo serviço público e tenho uma proximidade e gosto pela questão política. Já fui convidada algumas vezes para sair como candidata ao cargo do legislativo, porém, sempre optei pelo trabalho de executar os serviços dentro da Prefeitura, mas é algo que não descarto para o futuro. Precisamos estar sempre em busca de conhecimento, tenho em meus planos o desejo de me especializar em Gestão Pública e Cultural.


(JT): O que costuma fazer em seu tempo livre? Algum hobby que cultiva?

(MG): Gosto muito de estar junto das pessoas que amo, sou apaixonada por um bom vinho, uma boa conversa e de altas risadas. Costumo praticar atividades físicas, entre elas, corrida e andar de bicicleta.


(JT): Para encerrar, deixe uma mensagem aos leitores vinhedenses.

(MG): O mundo parou em março do ano passado por conta da pandemia, e desde então vivenciamos situações e momentos que jamais esperávamos ou desejávamos, foi necessária uma pausa para mudar nosso olhar para várias situações da vida. Vamos ter fé e esperança de dias melhores e tenhamos mais amor e empatia com o próximo e nunca deixemos de agradecer pela dádiva da vida.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo