• Jornal Tribuna Online

Prefeitura de Vinhedo realiza projeto-piloto de telemedicina


Prefeitura de Vinhedo realiza projeto-piloto de telemedicina VINHEDO
Foto: Divulgação.

A Prefeitura de Vinhedo iniciou nesta semana o projeto-piloto de atendimento médico remoto para que seja implantado no município. A novidade foi anunciada pelo prefeito Dario Pacheco em sua live semanal, às quintas-feiras, no Facebook, a partir das 19, junto com o secretário de Saúde, Milton Ribolli. Nesta semana, foram realizadas consultas por videochamada com a especialidade de endocrinologia e os resultados foram considerados positivos por todos os envolvidos, profissionais e pacientes.

“A legislação permite a realização de telemedicina e estamos viabilizando a implantação de mais essa modalidade de saúde na nossa cidade para ampliarmos o acesso dos moradores às consultas e reduzirmos a lista de espera neste momento de pandemia. Dessa forma, médicos que não podem trabalhar presencialmente por causa das restrições impostas pela pandemia poderão realizar as consultas remotamente”, explicou dr. Dario.

A endocrinologista que participou do projeto-piloto de telemedicina está afastada do trabalho presencial porque está grávida e realizou as consultas de sua residência, enquanto os pacientes estavam na unidade de saúde. Dr. Dario lembrou que o sistema de telemedicina permite inclusive a emissão de atestados e receitas médicas com assinatura eletrônica.

Vinhedo pretende realizar três modalidades de telemedicina, com pacientes e profissionais em casa ou na unidade de saúde. As consultas poderão ser feitas com o médico em casa e o paciente também, com o paciente em casa e o médico na unidade de saúde ou com o médico em casa e o paciente na unidade de saúde. Segundo o prefeito, um projeto de lei está sendo elaborado pela Secretaria de Justiça e será enviado à votação na Câmara Municipal para normatizar o atendimento de telemedicina em Vinhedo.

O secretário explicou que está sendo realizada licitação para aquisição de todos os equipamentos necessários para a instalação da estrutura de atendimento remoto. Ele comentou que diferentes médicos poderão utilizar o atendimento por telemedicina, como clínico geral, endocrinologista, psiquiatra, entre outros. “Apenas não serão realizados os atendimentos que exigem exames e avaliações físicas, como ortopedista”, explicou.

De acordo com Ribolli, a telemedicina será uma alternativa para agilizar o atendimento médico dos moradores e reduzir a fila de espera por consultas, mas ele acrescentou que o atendimento presencial continuará sendo realizado normalmente na Rede Municipal de Saúde.

1 visualização0 comentário