• Jornal Tribuna Online

Vinhedo fica na Fase Vermelha pela terceira semana consecutiva


UTIs da cidade estão com 100% de ocupação e dois pacientes já foram transferidos para outros municípios por falta de leito. foto: reprodução internet

O prefeito Jaime Cruz (PSDB) informou, na tarde desta sexta-feira,17, que Vinhedo permanece na Fase 1 – Vermelha do plano de retomada gradual dos serviços durante a pandemia do novo coronavírus. Todo o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Campinas – que compreende 42 municípios - segue na etapa mais restritiva do Plano São Paulo, conforme divulgado pelo governo estadual nesta manhã.

O município é obrigado a seguir as recomendações do Estado sob pena de multa diária de R$ 50 mil e tem registrado, desde a última semana, um aumento preocupante no número de casos confirmados, com ocupação de 100% da UTI na Santa Casa.

Somente na quarta-feira, 15, foram registrados 98 casos positivos na cidade e, além dos 13 óbitos, há mais 3 sendo investigados. Segundo a Secretaria de Saúde, dois pacientes tiveram de ser transferidos para outros municípios por causa da lotação do hospital.

O secretário de Saúde Flávio Moreira dos Santos explicou que embora a UTI esteja cheia, não há desassistência município e que a quantidade de leitos em UTI do município está acima da média. “Historicamente, a UTI da Santa Casa sempre funciona em média com 75% de ocupação. Anda assim, temos mais 5 leitos que podem ser utilizados como retaguarda”, informou.

Boletim

Dados atualizados da situação epidemiológica do município demonstram que são 662 casos confirmados, sendo que 88% estão curados, porque a maioria dos casos são leves e muitos nem chegarão a saber que estão infectados. Já 12% possuem problemas moderados e graves. A Santa Casa registra hoje 24 pessoas internadas, sendo 11 na UTI, 13 na enfermaria e 7 em ventilação mecânica.

As autoridades também falaram sobre o tratamento e a medicação disponibilizada aos pacientes, reforçando que a automedicação não é aconselhada. “Na saúde é preciso separar aquilo que preciso daquilo que eu quero. Só o médico pode receitar o medicamento correto, que por sua vez, segue protocolos científicos. O tratamento é feito pela sintomologia; não existe remédio para coronavírus ainda”, reforçou Flávio.

62 visualizações

FIQUE ANTENADO !

 Preencha os campos informativos abaixo e fique por dentro das últimas notícias de Vinhedo, Louveira, Valinhos e região. 

© 2019  l  Criado por VA90