• Jornal Tribuna Online

Vinhedo integra plano contra enchentes do Rio Capivari


Vinhedo integra plano contra enchentes do Rio Capivari VINHEDO
Foto: Divulgação.

A Prefeitura de Vinhedo integra o Plano de Trabalho do Plano Diretor de Macrodrenagem da Bacia Hidrográfica do Rio Capivari (PDM-BHC), que tem como objetivo geral reduzir progressivamente a frequência, a intensidade e a gravidade das ocorrências de inundações onde já são registradas ou nas áreas potencialmente vulneráveis. “A problemática das enchentes no Condomínio São Joaquim e na Capela passam necessariamente por soluções que transpõem as fronteiras de Vinhedo e exigem um trabalho sério em toda a bacia do Rio Capivari. Esse projeto capitaneado pela Agência das Bacias do PCJ tem total apoio de Vinhedo”, afirmou o prefeito Dario Pacheco.

O prefeito explicou que a Sanebavi, as secretarias de Planejamento Ambiental, de Desenvolvimento Urbano e a Defesa Civil estão mobilizadas nesse projeto. “Vamos buscar medidas de aumento da nossa reservação de água sem prejudicar o meio ambiente e seguindo os objetivos de desenvolvimento sustentável que assumimos como compromisso”, disse dr. Dario.

Durante toda a terça-feira, técnicos da Profill, empresa contratada pela Agência das Bacias PCJ, representantes da Prefeitura de Vinhedo, como o secretário de Desenvolvimento Urbano, Fabiano Fiori, e o diretor da Defesa Civil, Maurício Barone, visitaram vários pontos da cidade por onde passa o Rio Capivari e alguns de seus afluentes, iniciando o diagnóstico sobre as condições e avaliando as intervenções necessárias para um plano de drenagem e controle de enchentes. O Condomínio São Joaquim, por onde o Rio Capivari passa e causa enchentes, teve vários trechos visitados e monitorados. Foi realizada ainda visita ao Córrego da Capela, desde a Rua Suíça até a ponte do Capivari, junto com o Córrego do Sitinho. No final do trecho em Vinhedo, foram vistoriados o Córrego do Moinho e instalações da Sanebavi na Santa Cândida.

Segundo Barone, a parceria da cidade com a Bacia do PCJ contribui para a sanidade do Rio Capivari, a melhoria da oferta de água e vai promover soluções para os alagamentos que acontecem ao longo do Rio Capivari desde sua montante até sua jusante, num trecho de 200 quilômetros de extensão.

Dr. Dario explicou que, com esse trabalho conjunto, Vinhedo pretende conseguir junto da Agência das Bacias PCJ e do Departamento de Águas e Energia de São Paulo (DAEE) autorizações para soluções de drenagem que evitem erosão de margem e enchentes no Rio Capivari, e também nos córregos afluentes como Córrego da Capela, Córrego do Sitinho e Córrego do Moinho.

O Plano de Trabalho do Plano Diretor de Macrodrenagem da Bacia Hidrográfica do Rio Capivari (PDM-BHC) foi apresentado em reunião realizada em 15 de março na Agência das Bacias PCJ (rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí). A medida envolve Vinhedo e mais 14 municípios: Campinas, Capivari, Elias Fausto, Hortolândia, Indaiatuba, Itupeva, Jundiaí, Louveira, Mombuca, Monte Mor, Rafard, Rio das Pedras, Tietê e Valinhos.

O Plano de Macrodrenagem busca caracterizar as causas das inundações ocorridas nas zonas urbanas dos municípios localizados na região e apresentar propostas de ações estruturais e não estruturais para o controle de cheias, a curto (5 anos), médio (10 anos) e longo (20 anos) prazos, nas áreas urbanas dos 15 municípios com área na Bacia do Rio Capivari. Quando os diagnósticos ou os prognósticos indicarem a necessidade, serão realizadas ações também nas áreas rurais. A previsão é de que o projeto esteja concluído em 18 meses.

11 visualizações0 comentário